eventos e notícias

Primeira Presença Salesiana no Estado do Acre Em destaque
Foto: ANS

A Congregação Salesiana está presente no Brasil há exatamente 138 anos, com obras e missões em 23 dos seus 27 estados. A Inspetoria Salesiana Missionária do Brasil - Manaus (BMA), depois de bem cuidado discernimento e apesar da carência de coirmãos, aceitou o convite do Salesiano Bispo de Cruzeiro do Sul, no estado do Acre, Dom Flavio Giovenale, para abrir a primeira presença salesiana no estado. A nova missão foi confiada ao Pe. Roberto Cappelletti, salesiano missionário, italiano há quase dez anos no Brasil.

 

A "Fábrica dos Sonhos” é o nome dessa nova realidade missionária que o Pe. Cappelletti escolheu perto de Dom Giovenale. “Queremos dar novas perspectivas de convivência pacífica, de inserção no mundo profissional e de participação ativa à vida da Igreja” – acrescenta o salesiano.

 

 Sobre a “Fábrica dos Sonhos” 

 

A Comunidade terá a sua própria casa dentro de uma parte do ex-seminário menor, já em curso de reestruturação. Ao lado da casa funcionará um oratório, com campos de futebol, salas para encontros, uma área coberta e muita área verde em seu redor.

 

Os salesianos serão responsáveis pela animação juvenil da cidade, através do oratório e também da animação nos fins de semana nos bairros, envolvendo crianças, adolescentes e jovens, a fim de que se tornem protagonistas positivos da cidade e da sua própria vida.

 

Em posição mais central na cidade está a sede da Cáritas, que porá à disposição dos salesianos duas grandes salas atualmente disponíveis, onde serão organizados, para os jovens mais necessitados, cursos de culinária e ‘laboratórios’ para padeiros.

 

 Sobre a Comunidade de Cruzeiro do Sul 

 

Cruzeiro do Sul tem perto de 80.000 habitantes, que vivem principalmente de agricultura, com a presença quer de pequenos agricultores quer de enormes latifúndios. A cidade se encontra na ponta setentrional do estado do Acre (que faz parte da área amazônica) e está a poucos quilômetros do Peru, dos Andes e da floresta amazônica.

 

“Cruzeiro é uma cidade isolada – reconta o Pe. Cappelletti –. Para se chegar à Capital do estado – Rio Branco – são necessárias 10 horas de ônibus; e não há voos diretos das outras cidades do Brasil. Sua riqueza são as crianças, os adolescentes e os jovens. Mas a desocupação juvenil é enorme: e isso favorece os cartéis da droga. Há três anos, a violência passou dos limites, com mortes cruéis de jovens em todos os cantos da cidade. Estive em Cruzeiro do Sul no final de fevereiro – prossegue o salesiano missionário. Enfrentei 1.200 km de estrada cheia de buracos, com longos trechos sem asfalto. O que logo chama a atenção é o grandíssimo número de crianças e meninos, existentes nos bairros mais pobres. Nesses dias, houvera também uma grande enxurrada em todo o estado, o que me aumentou a impressão de abandono, carência, pobreza”.

 

“Buscamos para a nova presença uma estruturação simples e ágil, sem grandes edifícios ou construções. Peço-lhes a sua oração e o seu afeto! Saúdo-os com um enorme abraço brasileiro”, conclui o Pe. Cappelletti.

 

  

 

Fonte: ANS