eventos e notícias

Obra salesiana de Belo Horizonte recebe reconhecimento municipal por trabalho desenvolvido com a juventude Em destaque
No IX Prêmio Milton de Freitas de Direitos Humanos, Centro de Acolhida Chiara Palazzoli é reconhecido pelo aprofundamento e ação sobre Direitos Humanos junto às crianças, adolescentes e famílias acolhidas

Na terça-feira (03), no auditório do SEST/SENAT, aconteceu a entrega do IX Prêmio Milton de Freitas de Direitos Humanos, tendo a obra social salesiana Centro de Acolhida Chiara Palazzoli como uma das homenageadas pelo aprofundamento e ação sobre Direitos Humanos junto às crianças, adolescentes e famílias acolhidas. Representando a instituição para o recebimento da honraria estava a Diretora, Ir. Alessandra Maria de Oliveira Moreira, e a Auxiliar Administrativa, Fernanda Braga.

 

O Chiara Palazzoli, situado na cidade de Contagem, no bairro de Nova Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte, realiza seu trabalho tendo como tema transversal o conhecimento, aprofundamento e ação sobre Direitos Humanos, lutando a partir da filosofia Salesiana de formação integral para que seus acolhidos sejam “cidadãos críticos e agentes de transformação na comunidade”. 

 

O coordenador da comissão organizadora e subsecretário Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, Ricardo Cidadão, disse que a transparência e o envolvimento de todos da secretaria, somados à importância que o prêmio possui perante a sociedade, é a fórmula que atrai as pessoas e instituições para participar da premiação.

 

Ainda de acordo com o subsecretário, “esse prêmio capacita os vencedores a ter uma condição diferenciada em várias situações práticas, como critério de desempate para alguns chamamentos públicos, editais de distribuição de recursos ou mesmo a conquista de outras condecorações”, afirmou.

 

Quem foi Milton de Freitas?

 

Milton de Freitas foi um líder popular e sindical de Contagem que dedicou toda sua vida na luta pela democracia, combate às injustiças e construção de uma sociedade mais justa e igualitária. Nascido em Ponte Nova, mudou-se para Contagem no final da década de 50, onde residiu até o seu falecimento em 1999. Marceneiro de profissão e militante por vocação, sua atuação foi destacada no processo de organização popular, de entidades sociais, sindicatos e associações de bairro. Participou de inúmeras greves ao lado dos trabalhadores, e destacou-se nos movimentos pela redemocratização do país.

 

 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação - Centro de Acolhida Chiara Palazzoli