eventos e notícias

ENAS Polo São Paulo trabalha o desenvolvimento de competências Institucional
Participantes transformam competências levantadas em propostas de projetos e atividades para as obras sociais salesianas

A Rede Salesiana Brasil de Ação Social (RSB-Social) realizou, nos dias 16 e 17 de setembro, no Instituto Teológico Pio XI, em São Paulo, o Encontro Nacional da Ação Social (ENAS) 2019 do Polo São Paulo, envolvendo as obras sociais das inspetorias de Nossa Senhora Auxiliadora (SDB) e Santa Catarina de Sena (FMA). Participaram do evento salesianos, salesianas, gestores das obras sociais e membros dos grupos de trabalho da RSB-Social no Polo São Paulo.

 

O encontro teve início com a oração conduzida pela Ir. Celene. Durante as palavras iniciais, a inspetora da Inspetoria Santa Catarina de Sena, Ir. Helena Gesser, fez um apelo: “Nós estamos vendo que o nosso mundo sofre cada vez mais. É como aquele canto que diz ‘a dor aumenta mais e mais’, seja pelo problema das doenças, da fome, do desemprego ou da falta de segurança. E tudo fruto de quê? De falta de humanidade, de justiça, da corrupção institucionalizada e nós estamos aqui. Por quê? Eu acho que como dizia Dom Helder Câmara, é porque nós somos chamados a sermos acendedores e acendedoras da esperança”.

 

O inspetor da Inspetoria de Nossa Senhora Auxiliadora, Pe. Justo Ernesto Piccinini, iniciou sua fala com o agradecimento pelo dom da vida do Pe. Agnaldo, aniversariante do dia; depois agradeceu o trabalho de cada educador e gestor presente no encontro: “É maravilhoso ver quantas crianças, quantos jovens, quantas famílias recebem um gesto, um ato concreto, uma atitude de diferença, de transformação(...). A gente vê diariamente que vocês põem a mão na massa para fazer a diferença na vida de tantas pessoas”.  Pe. Justo também falou sobre a pressão sentida pelas obras sociais diante das situações econômica e política do país e com a iminência de cortes de verbas e o encerramento da filantropia educacional; reforçou ainda a necessidade de se manter a esperança e ter a convicção de que Deus está no comando. Por fim, ressaltou a importância da elaboração de subsídios e da formação pessoal e coletiva dos educadores para a qualificação dos serviços oferecidos nas obras sociais salesianas.

 

A diretora executiva da Rede Salesiana Brasil e da RSB-Social, Ir. Sílvia Aparecida da Silva (FMA), apresentou aos participantes, por meio do modelo de referência para a identidade da ação social salesiana em rede no Brasil, a trajetória de construção dos cadernos de formação da RSB-Social, além de reforçar a importância de não apenas ter os cadernos, mas aplicar seus conteúdos com intencionalidade no dia a dia das obras sociais.

 

O encontro foi conduzido pelos assessores da RSB-Social, Pe. Agnaldo Soares Lima e Rosemeire Gomes, que também é animadora da RSB-Social no Polo SP, pelas Filhas de Maria Auxiliadora. O conteúdo da assessoria foi uma continuidade do processo formativo da RSB a partir da série de cadernos produzidos desde 2015. Pe. Agnaldo falou sobre o desenvolvimento de competências e o carisma salesiano, reforçando que, para garantir os direitos das crianças, adolescentes e jovens, é necessário desenvolver competências e preparar cada vez melhor os educadores salesianos que atuam diretamente com eles, fazendo com que eles relacionem o desenvolvimento de competências aos compromissos fundamentais da ação salesiana em rede no Brasil.

 

Na perspectiva salesiana, Pe. Agnaldo apresentou algumas linhas de ação baseadas no Quadro de Referência da Pastoral Juvenil: formação integral das juventudes, enxergar e colocar os jovens como transformadores de suas histórias, colocar os jovens como educadores de outros jovens e como protagonistas. O tema foi refletido e aprofundado em grupos, por meio de uma planilha onde foram apontadas competências para a vida dos jovens, a partir do contexto social e do território ao qual estão inseridos.

 

A dinâmica se repetiu no segundo dia do encontro, quando Rosemeire Gomes deu continuidade ao tema. No trabalho de grupos, os participantes transformaram as competências levantadas no primeiro dia em propostas de projetos e atividades.

 

São seis os compromissos assumidos pelas obras sociais salesianas no país:

1 – Fortalecimento da família;

2 - Promoção dos direitos humanos das crianças, adolescentes e jovens;

3 – Gestão social e atuação em rede

4 – Cooperação para o desenvolvimento com enfoque social;

5 – Ação socioeducativa de resultados;

6 – Construção de competências das novas gerações para a vida.

 

 

O ENAS no Polo São Paulo foi o terceiro realizado pela RSB no ano. Antes, os polos de Recife e Belo Horizonte já haviam recebido o encontro. Os próximos polos a receberem serão Campo Grande, Porto Alegre e Manaus. Este último contará com dois encontros devido à dimensão territorial.

 

  

 

 

 

Fonte: Assessoria de comunicação – Inspetoria Salesiana de Nossa Senhora Auxiliadora