eventos e notícias

Escola Dom Bosco e o compromisso com a capacitação da juventude para o mercado de trabalho Nas comunidades
Obra social, em parceria com o projeto Novo Caminhar, visa proteção e garantia dos direitos da juventude menos favorecida de Recife

Nos anos de 2018 - 2019, a Escola Dom Bosco, em parceria com o projeto Novo Caminhar, deu início à primeira turma no curso de Operador de Lojas e Comércios, tendo como público alvo jovens e adolescentes em situação de vulnerabilidade residentes nas comunidades de Roda de Fogo, Torrões e Engenho do Meio. O objetivo do projeto é a capacitação de jovens e adolescentes para o mercado de trabalho e para os desafios da vida.

 

A necessidade do curso surgiu a partir do projeto Novo Caminhar, que originalmente desenvolve atividades de reforço escolar, recreação, iniciação artística e evangelização com crianças na faixa etária de 6 a 12 anos. Porém, foi observado que, após os 13 anos de idade, sem o suporte do projeto, os adolescentes desassistidos ficavam ociosos e sujeitos à utilização de entorpecentes e à criminalidade.

 

Tendo em vista a proteção e garantia dos direitos da juventude menos favorecida, foi realizada a parceria do projeto Novo Caminhar com a Escola Dom Bosco, nascendo, assim, o curso de Operador de Lojas e Comércios que encerrou, com louvor, sua primeira turma, em fevereiro deste ano.

 

Dando continuidade à parceria no dia 30 de agosto (sexta), a Escola Dom Bosco, representada pela Coordenadora Pedagógica, Fernanda Santana, e pela Assistente Social, Bárbara Cabral, visitaram a sede do Projeto Novo Caminhar com o intuito de assessorar a contratação de novos funcionários para o projeto e apresentar um pré-projeto para a continuidade e expansão da parceria.

 

Tendo ciência da fundamental importância da assistência a adolescentes e jovens, almejando sua formação integral para a construção de um futuro repleto de certezas, segurança e justiça, a Escola Dom Bosco reafirma sua disponibilidade e disposição neste tão nobre trabalho de transformar vidas.

 

Fonte: Inspetoria São Luiz Gonzaga