eventos e notícias

CESAM/GO participa de Audiência sobre Violência nas Escolas Em destaque
CESAM/GO participa de Audiência sobre Violência nas Escolas

No dia 03 de abril, o CESAM/GO foi convidado para participar de uma Audiência Pública sobre Violência nas Escolas, proposta pelo Deputado Estadual Jeferson Rodrigues e que aconteceu na Assembleia Legislativa de Goiás. A Audiência teve a participação de diferentes autoridades, dentre eles: Secretário de Educação Municipal de Aparecida de Goiânia, Coronel e Coordenador das Escolas Militares, Vereadores, Representantes do Sindicato das Escolas Particulares, Delegada da Mulher, Defensora Pública, Delegada da Criança e Adolescente, Representante do Conselho Tutelar, e a Gerente Socioeducativa Pastoral do CESAM/GO, e outros.

 

Dentre todas as falas, foi observada a atual cultura de transferência dos valores familiares para a sociedade e que a violência vista hoje acaba sendo um reflexo da violência cotidiana. A Delegada da Delegacia da Mulher, Paula Meotti, disse que as crianças hoje são educadas com limites rasos e com a incapacidade do não, e acabam não aceitando o fracasso. Com isso, ao ouvirem um não em determinadas situações, acabam se revoltando e tendo atitudes de violência.

 

O Delegado e Deputado Eduardo Prado, idealiza um projeto que visa criar a figura do Mediador nas Escolas, para trabalhar o diálogo como forma principal de mediar conflitos e evitar a criminalização. Cada escola deverá ter a figura do Mediador por meio do Voluntariado. A Gerente Socioeducativa Pastoral, Rosângela Rodrigues, no seu momento de fala, citou que um dos grandes problemas está na distribuição desigual de renda e falta de Políticas Públicas e afirmou sobre os limites que são necessários para os jovens, citando como exemplo o Sistema Preventivo de Dom Bosco, que ensina os limites, responsabilidades, direitos e deveres para o jovem.

 

Após as falas dos componentes da mesa, abriu-se um espaço para perguntas e colocações do público, onde quatro dos aprendizes do CESAM Goiás tiveram momentos de falas. Dentre os assuntos abordados pelos aprendizes, comentou-se sobre a eficácia do policiamento, com sugestão de orientações e programas de prevenção, além da falta de profissionais capacitados para escuta dentro da escola, a necessidade de respeito às diferenças, de acompanhamento familiar dentro das escolas, assim como a necessidade de as lideranças das escolas tomarem a frente nas discussões.

 

Após o retorno para a instituição, os aprendizes deram depoimentos de como foi a Audiência. Nos depoimentos, foram elencadas várias questões que, na visão deles, interferem para a violência que acontece nas escolas: Bullying, falta de respeito, falta de segurança pública, individualismo, valores perdidos, tipos de jogos disseminados entre os jovens, dentre outros aspectos. 

 

Fonte: Assessoria de comunicação – CESAM GO