eventos e notícias

CEMAM de Petrolina participa do 1º fórum Comunitário Selo Unicef Em destaque
CEMAM de Petrolina participa do 1º fórum Comunitário Selo Unicef

A obra social Centro Maria Auxiliadora Pro Menor Carente (CEMAM) de Petrolina/PE, como integrante do Conselho Municipal dos Direitos e Deveres da Criança e do Adolescente do município, esteve presente no 1º fórum Comunitário Selo Unicef.

 

O Selo é uma iniciativa do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), voltado para a redução das desigualdades e para a garantia dos direitos das crianças e adolescentes previstos na Convenção sobre Direitos da Criança e no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). O 1º Fórum comunitário tem o objetivo de debater políticas públicas em prol das crianças e adolescentes do município de Petrolina e demais municípios do Brasil. Essa edição vai de 2017-2020. 

 

A obra social CEMAM, por desenvolver um efetivo trabalho com crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade no município de Petrolina, participou do evento por estar engajada na luta para garantia dos direitos para crianças e adolescentes, assim como por fazer parte, como representantes (conselheiros), do Conselho Municipal dos Direitos e Deveres da Criança e do Adolescente do Município de Petrolina, desde o ano 2000 por meio de Doralice Gomes, coordenadora administrativa do CEMAM; e Jamille Ribeiro, assistente social do CEMAM.

 

 

 

Sobre a Unicef

 

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) está presente no Brasil desde 1950, apoiando as mais importantes transformações na área da infância e da adolescência no País. O UNICEF participou das grandes campanhas de imunização e aleitamento materno; da mobilização que resultou na aprovação do artigo 227 da Constituição Federal e na elaboração do Estatuto da Criança e do Adolescente; do movimento pelo acesso universal à educação; dos programas de enfrentamento ao trabalho infantil; entre outros grandes avanços para a garantia dos direitos de meninas e meninos brasileiros.

 

Para conhecer mais sobre o UNICEF, clique aqui.

 

Fonte: Comunicação – CEMAM, com informações do site da UNICEF